FENICAFÉ: Irrigação é fazer mais com menos, afirma presidente da Federação do Cerrado

O presidente da Federação dos Cafeicultores do Cerrado (MG), Francisco Sérgio de Assis, destacou que irrigação é fazer mais com menos. Segundo ele, quando os cafeicultores do cerrado de Minas Gerais começaram a utilizar a irrigação nas lavouras, gastava-se três mil litros para cada hectare cultivado com café. Hoje, a utilização oscila entre 800 a mil litros.   “Isso é o que? Isso é racionalização do uso da água, isso é tecnologia, isso é sustentabilidade”, frisou.

Assis participou nesta terça-feira (13) da abertura na Fenicafé – Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura, que acontece até quinta-feira em Araguari no Triangulo Mineiro.

 

Fenicafé - A Feira reúne especialistas, estudantes e produtores de café em um mesmo espaço. É uma grande oportunidade para discussão de aspectos relevantes da cafeicultura irrigada e tem contribuído para o crescente cultivo dessa modalidade no Brasil.

Promovida pela Associação dos Cafeicultores de Araguari (ACA), a Fenicafé é dividida em três partes: o Encontro Nacional de Irrigação da Cafeicultura do Cerrado, a Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura e o Simpósio de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada. O evento acontece até quinta-feira(15), no Pica Pau Country Club em Araguari, no Triangulo Mineiro. (Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS)