Pesquisador explica a importância do diagnóstico no sistema de irrigação

André Fernandes é considerado um dos maiores pesquisadores no ramo da irrigação cafeeira do país

 

O pesquisador André Fernandes, pró-reitor da Uniube, mostrou ontem, durante o Simpósio de Cafeicultura Irrigada, a importância do diagnostico do sistema de irrigação na produção de café irrigado.

A cafeicultura irrigada no Brasil representa quase 300 mil hectares, pouco mais de 12% do parque cafeeiro. Porém, as áreas irrigadas são responsáveis por 30% da produção nacional de café, graças às grandes vantagens do cultivo irrigado comparado com o cultivo de sequeiro.

A irrigação tem sido utilizada mesmo nas regiões consideradas tradicionais para o cafeeiro. Trabalhos de pesquisa demonstram que o aumento de produtividade média com o uso da irrigação (médias de pelo menos três safras) tem sido de 50%, quando comparada com as lavouras de sequeiro.

“Antes de implantar um sistema de irrigação é necessário fazer um estudo para saber qual melhor a ser implantado no local. O solo arenoso, por exemplo, é diferente do solo argiloso e isso depende de cada região”, garante.

Araguari é uma referencia em tecnologia na produção de café irrigado. Não é por acaso que o município representa um dos maiores índices produtivos do cerrado mineiro: 40 sacas por hectares. São quase 20 mil hectares de café e mais de 95% são irrigados.

Quanto o Simpósio, André Fernandes, fez um balanço sobre a sua 20 edição é muito positivo, conseguiu mostrar o uso racional da água e de energia, na cafeicultura irrigada, com renomados palestrantes que apresentaram trabalhos científicos relacionados ao uso racional da água, que tem melhorado o dia a dia dos cafeicultores irrigantes. “Alguns trabalhos publicados foram realizados no Campo Experimental Izidoro Bronze, que há sete anos realiza experimentos com resultados consolidados, envolvendo genética, nutrição, tratos culturais fitossanitários, irrigação e manejo de irrigação na cafeicultura do cerrado”, avalia, dizendo que nestes 20 anos de simpósio foram publicados mais de 600 artigos científicos.

Fenicafé - A Feira reúne especialistas, estudantes e produtores de café em um mesmo espaço. É uma grande oportunidade para discussão de aspectos relevantes da cafeicultura irrigada e tem contribuído para o crescente cultivo dessa modalidade no Brasil.

Promovida pela Associação dos Cafeicultores de Araguari (ACA), a Fenicafé é dividida em três partes: o Encontro Nacional de Irrigação da Cafeicultura do Cerrado, a Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura e o Simpósio de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada.

A Fenicafé é organizada pela Associação dos Cafeicultores de Araguari(ACA), em parceria com a Camda - Cooperativa Agrícola Mista de Adamantina, Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores, com patrocínio do Sicoob Aracred, Coocacer Araguari, Sankhya – Gestão de Negócios.